segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Leve a leveza do amar


Deseje,
um desejo que aperte.
Desses que dura uma eternidade.

Espere espremer o doce amargo:
de não estar com você,
pra cultuar a leveza do amor.

Suplique:
Que o córrego corra e leve
certezas, incertezas, farpas e aspas de um sentimento mútuo.

Que o rio escorra lágrimas, desavenças, amarras, esperanças...
Até rimar um reencontro, um abraço, um laço singelo de estar junto.

Que o mar leve mágoas e traga união.
Ondas renovadas no amor que refresca e acalenta.

Enfim; córrego, rio e mar:
leve a dureza e traga a leveza do amar.